domingo, 30 de agosto de 2009

Grandes amêndoas.


Eu não sei se gosto mais do seu gosto ou se gosto do gasto
Talvez sejam esses seus olhos graúdos
Que me hipnotizam e me arrastam
Talvez seja só saudade...

Sempre talvez, nunca certeza
Nunca? Realmente seria certo usar nunca?
Vai saber...
Só sei que são essas grandes amêndoas que me fazem voltar

Me levam para o lado surreal da vida
Me levam até você
Me levam à loucura
Me levam ao prazer


Obs: Ilustrei com os olhos de Paul porque não veio outro na minha mente.

5 comentários:

Vitor Andrade disse...

os olhos de nara! seriam perfeitos, e doces.
amo a leveza com a qual vc escreve!

Nina disse...

amanda, vc é única visitante do meu diárioblog

hahahaha
beijinho :)

Larissa disse...

Sempre os olhos. Gostei daqui! :)

Ibsen Sena disse...

Deleite...ao ti ler.

HBMS disse...

*-* aiiaii...esses olhos *¬*