terça-feira, 28 de julho de 2009

Uma dose de eufemismo, por favor!


João e Flora. Estavam os dois sentados na mesa que tinha na frente da janela daquele buteco. Falavam sobre eles... Que outro assunto mais dói num casal do que falar sobre eles? Ela desviava o olhar, tentava mudar de assunto e o ser não queria trocar o tema.

- Esse papo está chato. Que tal falar sobre cinema?
- Não, Flora! Eu vim aqui para falar sobre nós.
- Então vamos falar sobre a gente... Você ouviu a música nova de Chico?
- Não, me diga, tu gostou? Ora, vimos para conversar sobre a gente, não troque o assunto, por favor... Você tem errado bastante comigo! Você não me liga, você não me visita, você tem me machucado! Não sabe mais meu número? Está ficando louca...

E ele foi falando sem parar. Quanto mais ele falava, mas ela prestava atenção em qualquer outra coisa dentro dos olhos dele para fingir que ouvia alguma coisa. Até que um garçom apareceu do lado dela...

- Garçom!
- Sim, senhora?
- Gostaria de uma dose!
- Quantos anos? Qual marca?
- Não, não! Deixa eu me explicar. Preciso de uma dose de eufemismo! Só para ver se ameniza João! Meu coração tá doendo muito...

O garçom não compreendeu, deixou Flora falando sozinha. João levantou e foi embora. E Flora? Tem certos relaciomentos que só acabando para suavizar um coração. Como se o fim fosse eufemismo: um termo usado para acalmar situações que são difíceis de serem entendidas.

5 comentários:

CátiaSofia disse...

Era mesmo muito bom sempre que algo de mau nos acontece-se, chamar-mos um Garçom:DD

Gostei da ideia.

Beijo grande^^_

HBMS disse...

=)

.tai. disse...

como diria uma migo meu: "você é uma diva"
Belo texto.

Sophia Anônima disse...

Eu prefiro os relacionamentos que estrupam o coração! Negozdi de suavizar!
Se for pra ser, que seja intenso! ;D

Te amo irmã, arrasou, me indentifiquei com o texto.
Ainda não sei se com João, ou com Flora...

Larissa disse...

Eu tô necessitando de uma dose de eufemismo, filha!