terça-feira, 26 de maio de 2009

Como surgiu a ostra (à maneira dos marinheiros).

Pierre: marinheiro, forte, alto, moreno e sedutor (Nota: sedutor ou conquistador? Que seja!). A cada 6 meses viajava e depois retornava para o local onde vivia. A cada 6 meses, uma mulher virava ostra. A primeira "ostra" se chamava Maria. Ele prometeu voltar em 2 dias! Que homem sacana (Pra variar...)! Pediu para que ela esperasse numa pedra na beira do mar. Ela, tadinha, se arrumou correndo e foi se despedir. Se arrumou e na pedra ficou. Passou um dia.... Ela pensou na possibilidade de voltar para casa, comer, tomar banho (Enfim, essa rotina diária de uma pessoa considerada normal (Ou não, viu?))... Rapidamente desistiu dessa idéia... Ele poderia chegar a qualquer hora, veja só que ilusão! Esperou 2,3,4,5 dias. Começou a perceber que sua fisionomia mudava. Mas a todo momento lembrava: ele vai chegar a qualquer hora (Veja só que ilusão [2])... Aos poucos foi se aderindo as pedras. 6 meses depois, coitada, virou ostra...
A segunda foi Joana... A única coisa que foi diferente nessa parte da história foi a promessa de Pierre: prometeu voltar no dia seguinte... Mas se não a encontrasse esperando por ele na mesma pedra que Maria virou ostra (É lógico que ele não disse que isso tinha acontecido!), ele voltaria para o mar e nunca mais pisaria numa terra sequer (Geralmente, homens gostam de fazer papel de vítima). Ela, utópica, não saiu do lugar. Seu destino: O-S-T-R-A. Maria, Joana, Camila, Roberta, Isabel, Alice, Flora, Ana, Belle... Cerca de 20 mulheres viraram ostras em mais ou menos 8 anos. Até que ele conheceu Emannuelly. Ela também acreditou na volta dele. Só não esperou! Depois de 3 horas, voltou para casa. Como o espiava há 1 ano, sabia que ele voltava a cada 6 meses (Nota 2: Ela só não sabia dos "amores" dele). Após 6 meses voltou para a pedra. Ele, surpreso, aprendeu que um dia as pessoas deixam de ser seus fantoches. Ela, esperta, curtiu o que pôde durante os 6 meses e acabou conhecendo Bernardo. Conheceu o que é viver. Agora, ela está feliz da vida. Pierre, coitado, agora está gordo, velho e feio. Tá vendo só?! Tudo muda, meu bem!

7 comentários:

Júlio Sandes disse...

Eu pensei que o nome do camarada era Pierre! Mas eu não conhecia esse mito sobre a formação das ostras,que cada uma delas era,na verdade,uma mulher abandonada. Triste. Agora terei mais cuidade e me lembrarei disso quando ver/comer uma.

Sophia Anônima disse...

hausaushauhsuahsuahs
Adoro, adoro, adoro!
Eu sou uma mulher sereia! :D

.tai. disse...

Adoro suas estória e o final delas principalmente.
Estou de volta.
=D
bjus

"Sofi@" disse...

Por vezes as pessoas têm a evidências todas mesmo à frente dos seus olhos, e mesmo assim fecham-nos para não encarar a realidade por mais dura que seja:]
Adorei o texto.
Beijo

HBMS disse...

muito legal :D

gostei mesmo *-*

Oaiana Marques disse...

amiiiiga, n sabia que tinha blog não!
Pow, tô lendo alguns textos e depois termino. ADOREI o atual, vc é meu orgulho AMANDA O.! heuiheeiouheuieheuehei
Pierre deveria virar uma ostra também, mas deveria se afogar no mar :D

:*****

Rafaela disse...

e ele bem que mereceu.