terça-feira, 28 de abril de 2009

28 de Abril: Dia da Sogra.

Tá, hoje o almoço tinha tudo para ser ótimo. Disse certo: tinha! Não sei o que passou na minha cabeça quando pensei em fazer uma surpresinha para minha sogra. Convidei a adorável para passear comigo e depois vir para minha casa almoçar. Fui buscá-la umas 7, horário que, segundo ela, "o Sol está uma delícia" (Sim, estou imitando a querida falar). A levei para caminhar na praia, paguei água de côco, depois, fomos ao shopping fazer umas comprinhas. Na verdade, eu pensava que seria uma compra de pouco valor. Não é que a desgraçada esgotou todo o meu limite do cartão? "Ah, eu preciso disso!" ou "Nossa! Como eu queria tanto ter um colar desses...". Todas as desculpas possíveis para conseguir o que queria, ela deu. E conseguiu (Tá, meu marido vai ralar, mas vai pagar meu cartão!). Mas, tudo bem. Respirei fundo e disse que tinha que adiantar o almoço - antes que ela pense em outra coisa. Ao chegar na minha casa, ela começou a andar pela casa, observando T-U-D-O. Até passar os dedos nos móveis para encontrar poeira, a miserável fez. Depois, resolveu me olhar cozinhar. Começou a dar palpites em tudo. "Põe mais sal!", "Meu filho não gosta de cebola! Corta em pedaços pequenos para ele não perceber", "Ah, não acredito que você usa isso! Na minha época, eu mesma fazia, não comprava pronto". AAAAAAAARGH! Para que inimigos quando se tem Soraia como sogra? Enfim, continuei a não ligar para o que ela dizia. Fomos almoçar. Meu marido chegou no horário certo (para meu azar). A diaba... Desculpa, Soraia, começou a dizer coisas que não haviam acontecido. Disse que estourei o meu cartão com roupas para mim, disse que fui para a praia e esqueci de buscá-la... Foi aí que minha paciência esgotou (idem para o meu cartão). Bati as mãos na mesa, dei uns gritos na mulher e fui para o quarto. A incrível sogra caiu na gargalhada e disse que era melhor me internar. Ainda bem - ainda bem mesmo! - que Bernardo conhece a mãe que tem. Mas, uma coisa aprendi: nunca mais a convido para mais nada. Sogras não são tão legais assim (A minha, diga-se de passagem!).

*
Até onde sei, nenhuma das 3 sogras que tive, foram assim comigo. Ainda bem! Beijos para todos.

3 comentários:

HBMS disse...

AEHuhUHuhUHuhuHAHae

deusémais !

Sophia Anônima disse...

husauhsuahusaus
Deus é mais mesmo!
Mas eu queria ter uma sogra, só por causa do filho dela. Claro
;)

Maiara. disse...

ahahahahhahaha
que diaba, véi!