segunda-feira, 8 de junho de 2009

A minha onomatopéia favorita.

Na foto: Art

- Eu não ia te contar, mas quando te vi pela primeira vez, meus olhos se abriram tanto, mas tanto que cheguei ao ponto de ouvir um "pá!" das minhas pupilas...
- Sério? (Risos)
- Sim, é sério. Quando me abraçou, senti uma facada no peito ou uma espécie de sentimento que fez "pow!" no meu corpo e entrou para não sair tão cedo...
- Você deveria se chamar Onomatopéia! Seu nome não deveria ser Artur...
- Já que meu nome deveria ser "Onomatopéia", agora irá escutar o melhor som de todos...

PAUSA
Alguém aqui sabe o som do abraço? Preciso saber... Façam de conta que apareceu o som do abraço aqui, por favor.
PLAY

Deu-lhe um abraço bem forte e esse virou o som mais agradável aos ouvidos de Flora. Outro som soou naquele instante... Só escutava o "tum tum" do coraçãozinho dela! Esse som passou a tocar tão rápido, mas tão rápido que Flora só teve uma reação: rir. É, só ele conseguia tirar um riso que nem aquele. Sendo assim, passou a chamá-la da melhor maneira de definí-la: Risoflora.
Enquanto ele trazia os melhores sons e sentimentos, ela o daria em troca o riso mais sincero. E essa é uma das atuais aspirações dela: ser o vento bom que entrou pela janela do quarto de Artur. Aquele ventinho capaz de trazer arrepios e bons sentimentos ao mesmo tempo.

6 comentários:

.tai. disse...

Que lindo. ^^

Maiara disse...

hmmm *-*

Júlio Sandes disse...

Na minha terra,o nome disso é "declaração de amor".

B. disse...

que delícia de texto! :) sensação boa demais trás! :*

CátiaSofia disse...

O som dos abraços quando são sinceros e depende a quem se dá o abraço, e sempre diferente...
Ehehehe.
Gostei imenso do texto, beijo grande.

Luamar disse...

Lindo.